Archive

Posts Tagged ‘Morais’

Campeonato Brasileiro 2012 – 13° rodada – Bahia (BA) 0x0 Corinthians

30 de julho de 2012 Comentários desligados

Domingão, dia de ir até Salvador (BA) para assistir ao time do povo jogar, desta vez no estádio do Pituaçu, em mais um jogo do Campeonato Brasileiro.

E estava um baita calor em Salvador e com o calor que teve na cidade, talvez tenha afetado a cabeça dos jogadores, o ânimo dos mesmos porque vou dizer uma coisa a vocês, estava muito quente nas arquibancadas.

Um calor danado, agua passando quente e pior, no campo um jogo sonolento, sem emoção, sem vontade, sem nada.

O primeiro tempo

deu um sono lascado em todo mundo, exceto na torcida do Bahia (BA) e do Corinthians que ficaram o jogo inteiro gritando (bom ficou a parte dos locais porque quem veio de fora, sofria com o calor.

Apesar do calor, no primeiro tempo tivemos uma boa chance com Douglas e nada mais, já o time do Bahia (BA) não levou perigo ao gol do Cássio, que só assistia ao jogo.

Mas é aquela velha história, não apertamos porque estava quente.

No segundo tempo, teve um pouco de sombra no estádio, então o jogo deu uma ligeira melhorada, mas nada que trouxesse emoção ao jogo.

Tite resolveu mexer no time, colocou o Guerrero no lugar do Romarinho, com isso o time que não estava bem, continuava a não jogar absolutamente nada.

O calor estava afetando o futebol de Douglas e Danilo, tanto que nenhum deles criava absolutamente nada e Tite sacou Douglas e colocou Ramirez na tentativa de melhorar o time mas nada adiantou.

O único lance emocionante no jogo foi a saída errada de Marcelo Lomba que jogou a bola nos pés do Alessandro que jogou a bola por cima, poderia ter aberto na direita para Jorge Henrique e o mesmo cruzar a bola, mas foi fazer o que ele não sabe.

O jogo foi ruim deu um sono desgraçado e para fazer o post é uma luta, porque não teve absolutamente nada de emocionante ou bom no jogo, foi simplesmente ruim.

O resumo do jogo foi assim.

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Mas a culpa é do calor e azar de quem foi pro estádio, saiu de São Paulo e foi até lá.

Abaixo a ficha tecnica da partida

FICHA TÉCNICA
BAHIA X CORINTHIANS

Local: Estádio de Pituaçu, Salvador (BA)
Data: 29 de julho (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Márcio Eustáquio (Fifa-MG) e Fabiano Ramires (ES)
Assistentes adicionais: Rodrigo Nunes (BA) e Claudionor Junior (SE)
Cartões amarelos: Paulinho e Guerrero (Corinthians)

BAHIA: Marcelo Lomba; Gil (Diones), Danny Morais, Titi e Ávine; Fahel, Fabinho, Hélder e Magno (Vander); Zé Roberto e Júnior (Rafael)
Técnico: Caio Júnior

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Paulinho, Ralf, Douglas (Ramírez) e Danilo; Romarinho (Guerrero) e Jorge Henrique
Técnico: Tite

Campeonato Brasileiro 2012 – 13° rodada – Bahia (BA) x Corinthians – Ficha técnica do jogo

28 de julho de 2012 Comentários desligados

Domingo, ás 16:00 (04pm) o Sport Club Corinthians Paulista, entrará em campo pela 5.315° (cinco milésima, trigentésima décima quinta vez) em sua história desta vez para enfrentar o Esporte Clube Bahia time da cidade Salvador (BA) no Estádio Roberto Santos (mais conhecido como Pituaçu) em jogo válido pela 13° rodada do campeonato brasileiro de futebol.

Bahia (BA) x Corinthians se enfrentaram 57 vezes, sendo 26 vitorias pro Corinthians, 12 empates, 18 derrotas, marcamos 85 vezes e sofremos 31 gols.
O primeiro confronto ocorreu no dia 27 de setembro de 1936 com vitoria do Corinthians por 8×1, e pelo campeonato brasileiro, foram 34 jogos, com 15 vitorias do time do povo, 10 empates e 9 derrotas e no estádio do Pituaçu foi apenas um confronto no ano passado com vitoria do time do povo por 1×0 Gol do Chicão, veja abaixo como foi a partida.

Os dois clubes nunca decidiram nada, nunca fizeram um jogo de suma importância, nunca decidiram nada e vou destacar um jogo histórico que foi Corinthians 2×1 Bahia (BA) em jogo válido pelo campeonato brasileiro de 1990

O ultimo confronto entre as duas equipes ocorreu ano passado pela 26° rodada do campeonato brasileiro e o time do povo venceu por 1×0 com gol de Emerson.
Veja abaixo como foi a partida

Para este jogo teremos a arbitragem de Pablo dos Santos Alves (ES – ASP-FIFA) (Brasileiro 2012 – Atlético (MG) 1×0 Corinthians (árbitro assistente adicional1),Brasileiro 2011 – Cruzeiro (MG) 0×1 Corinthians (arbitro)) sendo auxiliado por Márcio Eustáquio S. Santiago (MG – FIFA) (Brasileiro 2012 – Corinthians 2×1 Náutico (PE) (bandeira1)) e Fabiano da Silva Ramires (ES – AsP – FIFA) (Brasileiro 2011 – Cruzeiro (MG) 0×1 Corinthians (bandeira1)). O quarto árbitro será Marielson Alves Silva (BA – CBF1) eos árbtiros assistentes adicionais serão Rodrigo Nunes de Sá (RJ – CBF1) e Claudionor dos Santos Junior (SE – CBF2). O assessor será Wilson do Espirito Santo Paim (BA).
Para saber mais sobre a árbitragem, clique aqui

Sport Club Corinthians Paulista, décimo primeiro colocado no campeonato brasileiro com quinze pontos, vem de vitória como mandante contra o Cruzeiro Esporte Clube por 2×0 em jogo válido pela 12° rodada do campeonato brasileiro de futebol, fez 12 jogos com quatro vitórias (três como mandante – Palmeiras 2×1, 2×1 Náutico (PE), 2×0 Cruzeiro (MG), uma como mandante – Flamengo (RJ) 0×3), três empates (dois como mandante – 1×1 Figueirense, 1×1 Portuguesa e um como visitante 1×1) e cinco derrotas (duas como mandante – 0×1 Fluminense (RJ), 1×3 Botafogo (RJ) e três como visitante – Grêmio (RS) 2×0, Atlético (MG) 1×0, Ponte Preta 2×0), marcou treze gols e sofreu treze gols tento saldo zero gols e aproveitamento de 47.1% no campeonato, tem Danilo como artilheiro com 4 gols seguido por Douglas Romarinho com 3 gols e Romarinho e Chicão com 2 gols sendo e Paulinho e Liédson (não joga mais) com 1 gol cada deverá ir a campo com Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Douglas; Jorge Henrique e Guerrero (Romarinho) e com o grande, o senhor educado, imponente, paquiderme, gênio, fantástico, incrivel, estupendo, magnanimo, insuperável, inestimável, inteligentissimo, inigualável, gênio da prancheta eletrônica, o estrategista, ele o nosso mitoAdenor Leonardo Bacchi, o popular TITE (@adenor_tite) no banco de suplentes junto com sua sorte  do banco de suplentes.

Temos ainda  Liédson (não jogamais), Ramirez e Chicão com dois cartões amarelosWallace, Leandro Castan, Fábio Santos, Danilo, Ramon, Willian, Marquinhos, Romarinho, Emerson, Paulo André com um cartão amarelo.

Esporte Clube Bahia, clube fundado dia 01 de janeiro de 1931 por dois atletas da Associação Atlética da Bahia e Clube Bahiano de Tenis, que resolveram fundar um clube de futebol porque as duas entidades citadas resolveram parar com a pratica de futebol e em plena madrugada do ano novo de 1931 eles se reuniram e fundaram o clube e que mesmo ano ganhou o seu primeiro titulo do Campeonato Baiano de Futebol, tem como mascote o Super Homem, por causa do apelido de Tricolor de Aço, também é conhecido como Baêa e seu simbolo foi inspirado no simbolo do Corinthians e apenas trocaram a bandeira do Estado de São Paulo pela bandeira do Estado da Bahia é , teve como primeiro presidente o Senhor Waldemar Costa e hoje é presidido pelo Senhor Marcelo Guimarães Filho, manda seus jogos atualmente no Estádio Governador Roberto Santos, mais conhecido como Estádio do Pituaçu

Estadio Governador Roberto Santos “Pituacu”

Estádio este inaugurado em 11 de março de 1979 no jogo enre Bahia 2×0 Fluminense de Feira, foi reformado e remodelado no ano de 2008, tem como recorde de publico o jogo entre Bahia 4×0 Ipitanga (BA) com 32.157 pessoas e capacidade para 32.157 pessoas, tem como grama natural um gramado com dimensões de 110×68 e seu proprietário é o Governo do Estado da Bahia, vem vitória como visitante contra o Palmeiras por 0x2 esta décimo quinto lugar no campeonato com 11 pontos em doze jogos sendo duas vitórias (uma como mandante – 2×1 Sport (PE) e uma como visitante Palmeiras 0x2) cinco empates (três como mandante – 2×2 Coritiba (PR), 1×1 Internacional (RS), 0x0 Santos) e duas como visitante Figueirense (SC) 1×1, Atlético (MG) 1×1)  e cinco derrotas (duas como mandante 1×2 Flamengo (RJ), 1×2 Vasco (RJ) e três como visitante Fluminense (RJ) 4×0, Botafogo 3×0, São Paulo 1×0), marcou 11 gols e sofreu 18 gols tendo um saldo negativo de -7 gols, tem Souza como artilheiro com 3 gols sendo seguido por Fahel com dois gols é treinado por Caio Junior que deverá mandar á campo a seguinte formação   Marcelo Lomba, GIl Bahia, Danny Morais, Titi, Helder, Fahel, Fabinho, Lenine, Morais, Ze Roberto, Junior.

Honestamente, o time do povo tem mais time que o Bahia (BA), tem que jogar mais bola que o Bahia e tem que ganhar o jogo.

Para esta transmissão, corinthiano, prestigie e ouça o jogo na www.radiocoringao.com.br  com a narração de Sergio Botarelli, comentarios de Dennis Tassitano, reportágens de Sandro Terranova, técnica de Ginaldo de Vasconcelos Pré Jogo / Intervalo / Pós jogo será de Denis Tassitano. Durante o jogo fale com a rádio através do twitter da rádio (@radiocoringao) e curta a página da Rádio Coringão no facebook.com/radiocoringao

Campeonato Brasileiro 2011 – 35° rodada – Ceará (CE) 0x1 Corinthians

17 de novembro de 2011 Comentários desligados

Quarta feira, dia de rodada do Campeonato Brasileiro de futebol então é dia de ver o time do povo em campo.
Vamos nós, mais uma vez atrás do time do povo jogar, desta vez fomos até Fortaleza (CE). Viagem longa, agradável para quem vai de avião porque de caravana são três dias de muito perrengue no ônibus e também de muita bagunça, afinal, quase tudo é festa.

Vamos para o estádio Presidente Vargas, mais conhecido como PV e é um estádio pequeno, aconchegante e por incrível que possa parecer, as organizadas chegaram na hora para ver o jogo.
Uma maravilha.

Times escalados, times entram em campo e começa o jogo.
E o jogo começa tenso, pegado e logo chega a noticia de que a porcada estava perdendo o jogo, o que é normal, afinal os malditos só ganharam um jogo neste segundo turno.

O time começa daquele jeito e logo o Oswaldo começa a deitar e rolar em cima da zaga corintiana, principalmente pela lateral esquerda, onde temos a AV. Fábio Santos.
Primeiro ele consegue ir sozinho levando todo mundo, e acredite, Alessandro salva o time.
Depois, ele consegue cruzar uma bola e Julio César faz um milagre, e o pior, a Av. Alessandro também estava aberta e Felipe Azevedo começou a deitar e rolar por aquele lado, até que em certo momento o jogador do Ceará (CE) saiu sozinho na cara do Julio César e o mesmo manda a bola para fora, para alegria geral da nação.

O tempo vai passando, vai passando e nada do time do povo fazer alguma coisa, era sempre aquele jogo burocrático e nada do time entrar no jogo.

Terrível, simplesmente estava terrível o jogo para o time do povo, aliás, o jogo em si no primeiro tempo estava terrível, ninguém atacava direito.
Estávamos caindo na mesma mediocridade do time nordestino. Jogávamos como jogamos contra o América (MG) no qual jogamos com a mesma mediocridade deles.

Nosso lance de maior perigo, até os trinta minutos do primeiro tempo, foi o lance do Paulo André que dividiu com o zagueiro. De resto, NADA.

E aos 40 minutos finalmente um lance de perigo a favor do time do povo. Tivemos uma falta para ser cobrado pela lateral direita, Fábio Santos cobra bem e ela passa com perigo.

E neste lance, o árbitro da partida, já começa a querer aparecer e fazer suas presepadas.
Ele indica escanteio enquanto até minha avó no tumulo viu que foi tiro de meta e após sinalização do bandeira Marrubson ele decide rever sua decisão e pronto, marca tiro de meta.

E acaba o primeiro tempo.

Não fizemos nada.

Começa o segundo tempo, Liédson sai para a entrada de Morais e o mundo cai na cabeça do Tite.

Entra um volante no lugar de um atacante, mas temos que lembrar que temos o Adriano no banco de suplentes que não agüenta jogar nem 30 minutos, quem dirá jogar 45 minutos.

E a vaca estava indo pro brejo. Vasco (RJ) ganhando o jogo, o que era esperado, afinal o time inútil da porcada ganhou apenas um jogo no segundo turno e alguém em sã consciência acreditava mesmo que o time lixo da porcada iria realmente jogar bola?

O time do povo até os 20 minutos do segundo tempo finalizou apenas três vezes e nenhuma delas foi para o gol. O goleiro Fernando Henrique simplesmente não teve trabalho algum. A única bola foi á dividida dele com Paulo André de resto absolutamente nada.

E como sempre, a sorte estava novamente ao lado do time, a porcada conseguiu o impossível, conseguiu fazer um gol, de maneira milagrosa e mesmo assim nada do time melhorar.

Pouco tempo depois, o time da uma melhorada. Morais acerta um bom chute no gol do Fernando Henrique e logo depois, o mesmo faz um milagre em um bom contra ataque do time do povo.

Tite então resolve mexer no time e tira o Danilo e coloca do Luiz Ramirez. Faltavam 15 minutos e ai meio mundo se pergunta, porque o Adriano não entra, já que perdemos a referência dentro da área com a saída do Liédson.

E pergunto, se o Adriano não agüenta jogar quinze minutos, porque diabos levam o cara para o Ceará?? Para vigiar o cara???.

E o que ninguém esperava acontece… Ralf mete uma bola magistral para Luiz Ramirez, fez uma jogada monstruosa, entorta o jogador do Ceara (CE) e faz um golaço.

E Julio Cesar tão contestado, tão xingado, tão ofendido, sendo chamado de “braço de jacaré” simplesmente faz uma defesa espetacular, sensacional, fantástica, que vale um gol.

Em um resumo do jogo,  novamente, o time finalizou pouco, demos apenas oito chutes no jogo inteiro, acertamos apenas 4 no gol e um entrou. E ai eu pergunto: time que não chuta ao gol, ganha jogo como??”.
Será que o time está contando com a sorte, de que no próximo final de semana vamos ganhar do Atlético Mineiro e o Vasco (RJ) vai perder para o praticamente rebaixado Avaí (SC)??
Vamos ficar nessa de sorte, sorte, sorte até quando?

E outro detalhe, este time não tem atitude alguma. Este elenco, ninguém tem atitude, ninguém tem vontade, ninguém tem culhão suficiente para peitar um ao outro e pedir para jogarem com o mínimo de senso e vontade.

E uma coisa eu tenho plena convicção.
Este elenco, este treinador, esta diretoria não merecem passar para a história como um time vitorioso, um time que ganhou tudo. O Corinthians merece ser campeão por sua torcida, por pessoas que se matam para ver jogos do SCCP em qualquer canto do Brasil, que abdicam de um monte de coisa, de saídas, de comer, para ir ver o time do povo jogar. Somente pela torcida que este time merece ser campeão, porque vai ser um dos piores times da história da humanidade a ganhar um titulo nacional.

Mas como aqui é Corinthians, somos lideres na sorte, somos lideres na competência ou incompetência, como queiram, mas seremos campeões.

E que se faça a valer a profecia.

Vai Corinthians

Abaixo a ficha técnica do jogo

CEARÁ 0 x 1 CORINTHIANS

CEARÁ: Fernando Henrique; Heleno (Boiadeiro), Fabrício, Daniel Marques e Eusébio; João Marcos, Juca, Michel (Washington) e Thiago Humberto (Leandro Chaves); Felipe Azevedo e Osvaldo
Técnico: Dimas Filgueiras

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Edenílson, Ralf e Danilo (Ramírez); Willian (Wallace), Emerson e Liedson (Morais)
Técnico: Tite

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 16 de novembro de 2011 (quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões amarelos: Fabrício e Daniel Marques (Ceará); Leandro Castán e Fábio Santos (Corinthians)
Cartão vermelho: Fabrício (Ceará)
Gol: CORINTHIANS: Ramírez, aos 35 minutos do segundo tempo

Público: 17.518 pessoas (total)
Renda: R$ 171.705,00

 

Campeonato Brasileiro 2011 – 34° rodada – Corinthians 2×1 Atlético (PR)

14 de novembro de 2011 Comentários desligados

Domingão, dia de ir ver o time do povo jogar e vamos com a esperança do time jogar bola e que não fizessem a presepada da semana passada.
Times perfilados, execução do hino nacional Brasileiro e começa o jogo.
O time do povo começa de maneira arrasadora apertando e indo para cima do time paranaense até que logo aos dois minutos Paulinho depois de boa jogada entre William e Liédson faz 1×0 pro time do povo.

Parecia que ia ser fácil, tanto que aos 4 minutos Émerson faz 2×0 para o time do povo, após boa jogada de Danilo. E o gol do Émerson foi um golaço, após Danilo rolar a bola para ele, o mesmo deixa a bola passar por ele, nem toca e quando a bola fica ajeitada para ele, enche o pé e faz um golaço.

Ai começou a acontecer o que todos temiam no pacaembu.
O espirito de @adenor_tite saiu do corpo do Adenor e voltamos a ter Tite no banco de reservas. Tivemos 15 minutos arrasadores e depois TITE consertou o time á sua maneira.

O time paranaense não deu um chute ao gol no primeiro tempo, mas Tite resolveu fazer suas titices e o time começou a parar de jogar.

Enquanto estava na beira do campo o espirito de @adenor_tite, as coisas fluiram, mas aos poucos o espirito de Adenor Bacchi tomou conta do time inteiro, ficamos apáticos e paramos de jogar.

Acabou o primeiro tempo, fomos para o segundo, naquela esperança de um bom futebol e somente ficamos na esperança, algo que move os corinthianos.
Logo aos três minutos do segundo tempo, o lazarento do Paulo Baier (que estava impedido) faz o primeiro gol do time paranaense.
Depois disso, tomamos duas bolas na trave, uma no travessão e outra na trave direita do Julio Cesar.
O time do povo morreu, ficou apático como seu treinador e com isso, não conseguia desenvolver um bom futebol, não conseguia criar nada, não conseguia fazer absolutamente nada.

Em um resumo, no segundo tempo foi um Deus-nos-acuda fomos pressionados até não poder mais e Tite me coloca Morais no time no lugar de Liédson, depois coloca Adriano para aproveitar as bolas cruzadas na área e simplesmente não pegou na bola.

Mas temos que destacar que, conforme alertado, o trio de arbitragem era péssimo e não deu outra.
Impedimento no gol deles, os jogadores distribuindo porrada para tudo que é lado e a arbitragem nem ai.

E no fim, sob uma chuva torrencial o time do povo vence o jogo.

E só para recordar, é o quarto erro consecutivo contra o time do povo.

Vamos abrir o olho contra o Ceará (CE).

Abaixo a ficha técnica do jogo

CORINTHIANS 2 X 1 ATLÉTICO-PR

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder (Wallace), Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian (Adriano), Emerson e Liedson (Morais)
Técnico: Tite

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz, Fabrício, Gustavo Araújo e Heracles; Deivid, Wendel e Paulo Baier; Marcinho, Guerrón (Morro García) e Adaílton (Nieto)
Técnico: Antônio Lopes

Local: Estadio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 13 de novembro de 2011, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitr: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Jossemar Diniz Outinho (PE)
Público: 34.155 pagantes (total de 37.152)
Renda: R$ 1.245.573,00
Cartões amarelos: Paulinho (Corinthians); Heracles, Fabrício, Gustavo Araújo e Morro García (Atlético-PR)
Gols: CORINTHIANS: Paulinho, aos 2, e Emerson, aos 4 minutos do primeiro tempo; ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos 3 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder (Wallace), Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian (Adriano), Emerson e Liedson (Morais)
Técnico: Tite

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz, Fabrício, Gustavo Araújo e Heracles; Deivid, Wendel e Paulo Baier; Marcinho, Guerrón (Morro García) e Adaílton (Nieto)
Técnico: Antônio Lopes

Campeonato Brasileiro 2011 – 26° rodada – Corinthians 1×0 Bahia (BA)

25 de setembro de 2011 3 comentários

Domingão, dia de ir ver o time do povo jogar, dia de ir ver se acabava a zica de 77 dias sem ganhar em um final de semana e de ver quem sabe o time do povo jogar o minímo de futebol.

Vamos lá, com a mesma esperança de sempre e com fé em Deus e São Jorge para ver um bom jogo.
Chegamos no pacaembu e vejo uma cena absurdamente deprimente.
Um programa de televisão, com uma pseudo-corinthiana que faz tatuagem falsa do Corinthians e tem uma bunda gigantesca, nas arquibancadas e os marmanjos olhando para ela.
Nada contra a pessoa, ela é uma mulher gostosa na concepção da palavra, mas eu sou de um tempo que ver uma mulher daquelas (e que também de um tempo no qual as mulheres se davam um pouco mais de respeito e valor) começariamos a cantar o moça vagabunda eu vou comer sua bunda, e sua buceta.. êêêêêê vou chupar suas tetas e também el el el buceta da fiel.

Mas lamentável que isso aconteça e mais lamentável ainda é o uso do corinthians por um programa de baixo nivel intelectual.

Deixar claro. Nada contra ela ou o programa, com o que ela faz da sua vida, ou de que modo ou maneira ela se veste.
A vida é dela, ela faz o que quiser, mas ela poderia ter um pouco mais de dignidade e respeito consigo mesmo. É apenas uma opinião.
E que ela é gostosa, ah isso é e muito. :)

Os times entram em campo, saudamos o time como sempre e a massa canta vamos jogar bola, ôôôôô vamos jogar bola, ôôôôô vamos jogar bola, ôôôôô até porque a muito tempo o time não vem jogando bola.

Após a execução do hino nacional, começa o jogo.

O time do povo começa a jogar um pouco, mas só começa porque no geral.. meu Deus.
Começamos a tomar um sufoco do time do Bahia (BA) que jogava com o time totalmente desfalcado, não tinha 6 titulares, não tinha o trio corinthiano Lulinha, Dodô e Souza, o mito, mas tinha Joel Santana e sua prancheta dando mais um nó tático no nosso amigo Adenor.

O time baiano vai apertando, apertando e quase abre o placar em uma bola que seu jogador subiu sozinho (em mais um capitulo do Deus nos acuda, é escanteio contra o Corinthians) a bola bate no travessão, pinga na linha, volta e o jogador do Bahia (BA) cabeceia novamente para o gol e Julio César vai buscar e faz uma ótima defesa.

Depois disso, ficamos olhando o Corinthians tocar bola para um lado, tocar bola para outro e nada do time do povo fazer algo ou dar chutes ao gol e o pior, nem uuuuuuuuuuuuuuuuu conseguiamos gritar porque não tinha bola lá

O primeiro tempo foi uma tortura total. Tremendo jogo feio e chato pra caramba.
Parecia que os times estavam satisfeitos com o que estava acontecendo, mas a torcida não.

E acaba-se o primeiro tempo e TITE sai correndo pro vestiário desesperado para pensar no que iria fazer no segundo tempo.

Começa o segundo tempo, notamos uma mudança no time o Emerson foi jogar como centroavante (eu particulamente não gosto disso, acho melhor jogar de ala e que o William é muito mais centroavante do que o Emerson) e nitidamente parecia não dar certo.

Alex jogando absolutamente nada e vou criar uma vaquinha para comprar uma vodca da Russia de primeira qualidade para dar para esse lazarento CHEIRAR antes dos jogos para quem sabe assim recuperar o seu futebol.

E o time do povo tentando fazer alguma coisa e a torcida que estava localizada no tobogã começou a gritar é jorge henrique, é jorge henrique e o nosso amado treinador vai e chama ele.

Resolve tirar o Alex que antes faz um cruzamento igual a bunda dele e a bola sobra para Emerson chutar e fazer o gol salvador do time do povo.

Mas quem achou que o jogo melhorou, se enganou totalmente. O jogo continuou morno, esfriando e ficando cada vez pior.

Adenor sentado pensando em sua próxima Titice

E nisso eis que surge Tite e sua titice.
Emerson que tinha feito uma partida razoável resolve dar uma entrada em cima do Maranhão. Pronto, tomou cartão amarelo, ai lá pelos 41 minutos, eis que sai a Titice.

Emerson cai, e segundo informado nosso lider mandou ele ficar no chão e simular contusão. Não sei se isso é verdade, mas o lazarento se mandou fazer isso mostra o quanto é burro e o Emerson (vai ficar fora de mais um jogo no Rio de Janeiro) mais burro ainda.
Ele fez um gesto de louco para o árbitro e pronto. Ao sair de maca foi expulso e vai desfalcar o time do povo  contra o Vasco (RJ) em São Januário.

A única coisa que prestou no jogo foi ter a chance de xingar o Ricardinho de tudo que era nome na vida.

E em sua entrevista, nosso amado lider da a seguinte declaração
Foi bom a nossa vitória, minha esposa falou que só iria namorar comigo se nós ganhassemos o jogo…

Ai eu penso.
Não ta fodendo a mulher e resolve foder o Corinthians??

Corinthians 1x0 Bahia (BA)

#VAICORINTHIANS

Abaixo a ficha técnica do jogo

CORINTHIANS 1 X 0 BAHIA

CORINTHIANS:
Julio Cesar; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Edenílson, Ralf, Danilo e Alex (Jorge Henrique); Willian (Morais) e Emerson
Técnico: Tite

BAHIA:
Marcelo Lomba, Marcos, Paulo Mirada, Titi e Helder; Fahel, Fabinho, Camacho (Ricardinho) e Carlos Alberto (Maranhão); Reinaldo (Zezinho) e Junior
Técnico: Joel Santana

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Público: 23.765 pagantes
Renda: R$ 752.155,00
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Gilson Bento Coutinho (ambos do PR)
Cartões amarelos: Alessandro, Paulo André e Emerson (Corinthians); Fabinho e Carlos Alberto (Bahia)
Cartão vermelho: Emerson (Corinthians)
Gol: CORINTHIANS: Emerson, aos 13 minutos do segundo tempo

Corinthians x Grêmio Osasco – Amistoso

14 de setembro de 2011 Comentários desligados

Amanhã o time do povo fará ás 19:00  um amistoso contra o Grêmio Osasco no complexo esportivo do Bradesco de portas fechadas para a torcida.

A turma abaixo foi relacionada para o jogo.

antonio carlos, bruno otavio, danilo, danilo fernandes, dener, douglas, douglas silva, edenilson, igor, jorge henrique, marquinhos, mateus, moradei, morais, moises, nene bonilha, paulo andre, renan, taubaté, vinicius, wallace, welder, willian.

Temos alguns titulares e outros da base.
Tera transmissão da TVC e do Canal Esporte Interativo.

Vamos assistir.

Campeonato Brasileiro 2011 – 21° rodada – Coritiba (PR) 1×0 Corinthians – Até quando?

5 de setembro de 2011 4 comentários

O post de hoje começa com uma pergunta.

Até quando vamos contar com a sorte?? Será que vamos contar com a sorte até dia 04/12/2011 até as 19:00 quando acaba com o jogo da porcada??

Domingão e vamos nós para Curitiba (PR) ver o time do povo enfrentar o time paranaense.
Vamos para uma bela cidade, lugares legais, boa cerveja, bons amigos e o que mais nos motiva a ir lá, Corinthians.

Estádio Couto Pereira e como sempre a palhaçada da policia de lá. Estava proibida a entrada de Torcida Organizada no estádio e ninguém nos informou, o mais interessante é que duas semanas atras, fomos até a arena da baixada e as torcidas organizadas entraram e o mais engraçado foi a justificativa do policial

falha do policiamento.

E o mais engraçado. Não entra com roupa de torcida, mas a torcida adversária entra com bandeiras, mastros.. ai pergunto, é a camisa de to que vai causar o tumulto??

É cada uma…

Tirando isso, o trabalho deles foi bom.
Times lá perfilados, hino nacional tocando, um sol absurdo nas nossas cabeças e o time do povo de preto.
Eu não sei se estava no automático ou o que foi, mas eu de maneira equívocada postei que Ralf iria jogar, mas só se fosse por mágica.

Então não entramos com Ralf e sim Moradei e ai vamos que vamos.

E começa o jogo, começamos jogando bem, pressionando, mas novamente, era a mesma história.
Criavamos, criavamos, criavamos, criavamos, criavamos, e não conseguiamos finalizar em direção ao gol. Apenas chutes longe do a meta do time curitibano.

Primeiro tempo até que fomos bem, criamos boas oportunidades, tomamos um susto ou outro, mas ai chega uma noticia que percebemos que seria um problema.
Flamengo (RJ) e Vasco (RJ) estavam perdendo seus jogos.
Meu Deus, que Tite não saiba disso, porque senão estamos fudidos.

E não deu outra.

Acaba-se o primeiro tempo.

Começa o segundo tempo e nitidamente para de jogar. Estranhamente para, começa a sofrer pressão e NADA de ir para cima do Coritiba (PR).

Vamos tomando sufoco, 9, 10 jogadores dentro da are aem casa escanteio ou cobrança de falta, até que em uma jogada pela lateral, Ramon fica na saudade, o jogador do Coritiba (PR) cruza, Jorge Henrique está marcando um cara que é muito mais alto que ele e o resultado? Gol dos caras.

RIDICULO.
Tomamos gol novamente da mesma maneira, ai nosso técnico, resolve mexer no time, coloca Morais no lugar de Moradei e Alex no lugar de Danilo e o time da uma melhorada, chutamos uma bola na trave, Emerson, coitado se esforçando dentro de sua limitação e eis que o time começa a entrar no desespero e mostrar todo despreparo psicológico e burrice também.

Começamos a apertar um pouco mais o time do Coritiba,  mas nada de produzir algo de maneira efetiva.

Alex entra driblando toda a zaga do Coritiba e ao invés de fazer o tradicional feijão com arroz, não, bate de chapa do pé, com isso, a bola faz uma pequena curva e explode no travessão e como se burrice pouca fosse bobagem Emerson recebe a bola no rebote e o que faz?
Ao invés de cruzar não, enche o pé para fora.

Continuando o show de presepadas, no fim do jogo, aos 50 minutos do segundo tempo, último lance da partida, William recebe a bola e com dois jogadores livres entrando na área prefere chutar para o gol.

Sinceramente, tem coisas que não da para entender.

Agora alguém me explica porque o William estava jogando com chuteira da cor marca texto que é a mesma cor da camisa da porcada?

E agora eu pergunto novamente.
Até quando vamos contar com a sorte?

Veja os melhores momentos da partida

Abaixo a ficha técnica do jogo

Coritiba (PR) 1×0 Corinthians

CORITIBA:
Vanderlei; Jonas, Emerson, Jéci e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago (Everton Costa), Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio (Willian) e Anderson Aquino (Caio)
Técnico: Marcelo Oliveira

CORINTHIANS:
Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Ramon; Moradei (Morais), Paulinho e Danilo (Alex); Jorge Henrique (Taubaté), Emerson e Willian
Técnico: Tite

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 4 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)
Cartões amarelos: Anderson Aquino, Leandro Donizete, Léo Gago, Lucas Mendes, Emerson (Coritiba); Chicão, Willian (Corinthians)
Gols: CORITIBA: Jonas, aos 27 minutos do segundo tempo