Início > Brasileiro 2016, Campeonato Brasileiro > Campeonato Brasileiro 2016 – 22° rodada – Ponte Preta 2×0 Corinthians – Show de Horrores em Campinas

Campeonato Brasileiro 2016 – 22° rodada – Ponte Preta 2×0 Corinthians – Show de Horrores em Campinas

28 de agosto de 2016

Dando sequência ao Freak Show do Corinthians, com comando de Cristóvão Borges o time do povo foi em Campinas para um espetáculo pra 8.259 que foram até o estádio Moisés Lucarelli para ver o que o show.

O espetáculo de horrores começou ás 16h04 com a Ponte Preta dando o pontapé inicial, com isso passou a tocar a bola para a direita, para a esquerda e nada do Corinthians fazer absolutamente nada.

O Corinthians Freak Show, começou a aparecer aos 13 minutos do primeiro tempo, quando Roger recebeu um lançamento entre Yago e Balbuena, ficou cara a cara com Cássio que salvou a república do Corinthians.

Três minutos depois, aos 16 minutos, mais um ato do espetáculo de horrores, Roger, novamente recebe lançamento, Balbuena fica para trás, encostou no jogador da Ponte Preta, o nobre árbitro Luiz Flávio de Oliveira faz o gesto com a mão de nada mas o bandeira do triplo impedimento marca a falta e o glorioso árbitro corretamente expulsa Balbuena porque era uma clara e manifesta chance de gol.

Resultado.
Guilherme sai para a entrada de Pedro Henrique.
Ai você pergunta, porque tirar o Guilherme que jogava como falso nove (sabe-se-lá-Deus-o-que-é-isso) e colocar um zagueiro?
Ai respondemos. Pergunta no tapume.

Então aos 35 minutos veio o o gol adversário, bola alçada na área e resultado.
Cássio, Pedro Henrique, Yago ficaram pensando na morte da bezerra e resultado, gol da ponte preta

Continuando o jogo, a Ponte Preta conseguiu ainda acertar um chute na trave que nem se o Cássio quisesse, pegaria a bola

Veio então o segundo tempo e logo aos 5 minutos, Claysson faz o segundo gol da Ponte Preta dando números finais a partida que ainda teve um gol bem anulado pelo bandeira Miguel Cataneo.

Depois do segundo gol da Ponte Preta, o time que não fazia nada passou a fazer menos ainda, contamos com a entrada de Romero, aquele mesmo que falou para o repórter da Rede Globo o Mauro Naves quando perguntado dos dois gols que ele fez contra o Flamengo (RJ) se estava surpreso com seus dois gols declarou
Não porque estou mostrando meu futebol

Ontem a torcida viu o seu futebol, viu sua ruindade, sua mediocridade. Nosso atacante que não consegue dominar uma bola, entrou na área com a mesma tropeçou nele mesmo e caiu sozinho, voltou reclamando e tomou cartão amarelo de maneira ridícula e bizarra

Você deve esta se perguntando, ué, não vai falar de nenhum lance do Corinthians vou sim, aconteceu aos 46 do segundo tempo o único chute ao gol do Corinthians com Uendel que os narradores gritaram milagre chutamos uma.

A verdade é que sabemos que o time é medíocre, estamos onde estamos muito mais pela incompetência alheia  do que pelo futebol apresentado.

A falta de dignidade dos jogadores do Corinthians ontem foi uma coisa absurda, demonstrou, digamos como pensam os jogadores ou talvez por jogarem de camisa preta e tendo um sol escaldante em Campinas tenha afetado o jogadores, dando insolação neles e por isso o time fez aquela vergonha no campo.
Passar 90 minutos sem dar um único chute ao gol nem que fosse o famoso uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu é vergonhoso, decepcionante e de um mau caratismo imenso.

O treinador do Corinthians é um perdido, não sabe o que faz, mas também, sem material humano não da.
A sorte do Corinthians é que o fator Arena tem prevalecido e ajudado pra caralho o time, senão já viu.

Que Deus nos ajude

PONTE PRETA 2×0 CORINTHIANS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 27/08/2016 (sábado)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público: 8.259 pagantes
Renda: R$ 229.720,00
Cartões amarelos: Roger e Clayson (Ponte Preta); Romero (Corinthians)
Cartão vermelho: Balbuena (Corinthians)
Gols: Roger, aos 35min do primeiro tempo, e Clayson, aos 5min do segundo tempo

PONTE PRETA
Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; Abuda (Matheus Jesus), Wendel, Rhayner (Léo Cereja), Thiago Galhardo e Clayson; Roger (William Pottker)
Técnico: Eduardo Baptista

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Cristian, Elias, Marquinhos Gabriel (Romero), Rodriguinho (Lucca) e Marlone; Guilherme (Pedro Henrique)
Técnico: Cristóvão Borges

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: