Início > Corinthians > A vitória da Incompetência e a derrota do Futebol

A vitória da Incompetência e a derrota do Futebol

5 de fevereiro de 2015

Demorou, mas a incompetência finalmente conseguiu chegar ao seu ápice com a derrocada que pode acontecer no próximo domingo no Palestra Itália.

Domingo, irá ocorrer o jogo entre Palmeiras x Corinthians, jogo no qual seria o primeiro clássico a ser realizado no estádio, jogo no qual uma minoria da torcida do Corinthians iria ao estádio e o restante seria da torcida adversária

Eis então que surgem duas pessoas

Paulo Castilho

Paulo Castilho

Roberto Senise

Roberto Senise

Os dois indivíduos acima são Paulo Castilho e Roberto Senise Lisboa.
O que falar deles?
Apenas, que os dois do alto de sua incompetência, da sua má vontade em trabalhar, resolveram que “por monitorar as redes sociais e verem indivíduos pregando a violência” mas infelizmente os dois não querem trabalhar.

Vamos lá.
Se os dois ao “monitorarem as redes sociais” conforme eles afirmam, ao invés de proibir a torcida do Corinthians de ir a jogo, eles teriam que trabalhar.
E vamos lá.

O cidadão que posta em “redes sociais” sobre ‘vamos fazer emboscada, vamos matar porco/gambá” ou pregando que “vamos vingar a morte de corinthiano/palmeirense  ele está cometendo crime de incitação a prática de crime, que está previsto no Código Penal (Decreto Lei n° 2.848/40) em seu artigo 286 que disserta

        Incitação ao crime
       Art. 286 – Incitar, publicamente, a prática de crime:
       Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

Este crime em questão é um crime de ação pública incondicionada (para quem não sabe, crime de ação pública incondicionada é um crime no qual não é necessária a representação para que o ministério público ofereça uma ação.  e está prevista no Código Penal (Decreto Lei n° 2.848/40) no seu artigo 100 que disserta

   Ação pública e de iniciativa privada

        Art. 100 – A ação penal é pública, salvo quando a lei expressamente a declara privativa do ofendido.  
        § 1º – A ação pública é promovida pelo Ministério Público, dependendo, quando a lei o exige, de representação do ofendido ou de requisição do Ministro da Justiça

É ai que está o problema.
Notem, que o promotor Paulo Castilho disse em entrevista a Folha de São Paulo que “reivindicação foi feita com base em varreduras em redes sociais que identificaram ameaças de emboscadas de torcidas organizadas, e pelo histórico de rivalidade.“.

O notem que o promotor tem noção de que existem pessoas cometendo a prática de crime previsto no artigo 286 do Código Penal que é incitação a violência.
O mesmo, ao invés de tomar as providências necessárias para que as pessoas que estão praticando este crime, conversar com a Policia Militar e a Policia Civil sobre a prática de crime e procurar abrir um processo criminal contra os autores e também, procurar medidas preventivas ele, em conjunto com Roberto Senise preferem tomar o caminho mais fácil para eles, que é o da proibição.

Proibindo torcedores do Corinthians, eles teriam menos trabalho pois se é cometido algum crime, eles teriam que trabalhar.
E a sindrome do carteiro jaiminho infelizmente os impedem disso.

No mundo perfeito, seria correto que os órgãos de segurança fizessem seu trabalho.
No mundo perfeito, as pessoas seriam punidas pelos seus atos praticados.
Cometeu crime, seja preso e punido.
Mas infelizmente, a impunidade reina neste país (e não somente no segmento esportivo mas em todos os setores da sociedade) e o que está em questão aqui, não é somente o direito do torcedor Corinthiano de ir ao estádio do adversário.
E sim o direito das pessoas irem ver seu time jogar em torcida adversária.
Infelizmente, neste momento, pessoas que gostam muito de ter os holofotes (e quando abrem a geladeira para pegar algo começam a dar entrevista) surgem para atrapalhar a vida alheia

É lamentável que pessoas como Paulo Castilho e Roberto Senise que são pagos para serem promotores, não querem trabalhar e apenas atrapalhar a vida do torcedor.

Lamentável, extremamente lamentável.

A Sindrome do Carteiro Jaiminho, venceu.

A incompetência venceu.

O futebol foi derrotado

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: