Início > Corinthians > 12 de Junho de 2013 – 20 anos de José Aparecido de Oliveira

12 de Junho de 2013 – 20 anos de José Aparecido de Oliveira

12 de junho de 2013

12 de Junho de 1993, dia dos namorados, frio na capital Paulista, Palmeiras a trocentos anos sem ganhar um titulo.

Lembro-me como se fosse ontem, um sábado de frio (bons tempos que os jogos eram realizados de sábado), tinha 13 anos, acordei, lavei o rosto e comecei meu ritual para ir assistir a final do Campeonato Paulista de 1993.

Estava em Campo Belo (MG) na terra do meu pai, puto da vida, pois queria estar no Estadio do Morumbi para assistir ao jogo com meus amigos, afinal, tinha ido no primeiro jogo com a mesma turma Becker, Jürgen, Klaus, Fabio, Marcelo e Diego

Na época, não tinhamos telefones celulares, para trocar mensagens, não tinhamos cameras digitais, mas tinhamos amor ao Corinthians.

Neste dia, descobri que como o futebol é desonesto, que existem pessoas mal intencionadas, ruins de apito e que hoje são vangloriadas, aplaudidas e muitas vezes perdoadas.
Lembro-me deste senhor, José Aparecido de Oliveira, que vitimou uma nação inteira com sua péssima árbitragem, que quase tirou o tesão de assistir a um jogo.
Este senhor, fez de tudo para que o time da Rua Turiassú ganhasse seu titulo e saisse da fila.

Em 10 minutos de jogo, 5 jogadores do Corinthians com amarelo, um expulso, tratou de deixar o time do Corinthians nervoso, descontrolado, os jogadores do Palmeiras, em especial Edmundo batendo em todo mundo, e o árbitro sem culhão para expulsa-lo após uma entrada violenta dele em cima de Paulo Sérgio, na frente de Oscar Roberto de Godoy, que uma vez disse que “fiz a sinalzação que não era para expulsar”, marcação de faltas inexistentes.

O jogo terminou o tempo normal em 3×0 com o Corinthians com 3 jogadores a menos, mas guerreiro e lutando em campo, lutando por sua torcida, por sua dignidade, por ter vergonha na cara.
Mas quando o Corinthians ia para cima, o nobre homem de preto resolveu finalizar tudo, marcou um penalti inexistente em cima do jogador do Palmeiras, penalti, que nem a sua progenitora iria marcar

O time do Palmeiras, temos que reconhecer, era um bom time, jogava bem, mas o corinthians já havia vencido aquela equipe duas vezes, precisava somente de um empate, mas as forças ocultas da produtora de leite, impediriam isso.

Havia interesse de tirar o time da fila, seis meses antes, o time havia perdido uma final para o São Paulo, precisava justificar o “investimento para sua matriz”, precisava do sistema.

O time do Corinthians, neste jogo, não perdeu para o Palmeiras.
O time do Corinthians perdeu para o sistema, perdeu para interesses ocultos e perdeu para você, José Aparecido de Oliveira, um dos piores árbitros da história do futebol.

A você, só tenho a dizer.

PARABÉNS PELO SEU DIA

JOSÉ APARECIDO DE OLIVEIRA - ESPORTES

JOSÉ APARECIDO DE OLIVEIRA

Anúncios
  1. Antonio Jr
    12 de junho de 2013 às 14:37

    Republicou isso em FIEL CORINTIANO.

  1. No trackbacks yet.
Comentários encerrados.
%d blogueiros gostam disto: